Terça, 17 de Outubro de 2017.

Top 20

  • 01

    • Jorge e Mateus
    • Medida Certa
  • 02

    • Cleber e Kauan
    • Quase
  • 03

    • Wesley Safadão part. Ivete
    • A vontade
  • 04

    • Henrique e Juliano
    • Aquela pessoa
  • 05

    • Matheus e Kauan
    • E nessas horas
  • 06

    • João Neto e Frederico
    • Saudade do Caramba
  • 07

    • Anitta
    • Sua cara
  • 08

    • Victor e Léo
    • Senhorita
  • 09

    • Michel Teló
    • Modão duído
  • 10

    • Fernanda Costa
    • Chame o Juíz
  • 11

    • Naiara Azevedo Part.Ivete
    • Avisa que eu cheguei
  • 12

    • Henrique e Diego
    • Raspão
  • 13

    • Fernando e Sorocaba
    • Menina pipoco
  • 14

    • João Neto e Frederico
    • Cê Acredita
  • 15

    • Pablo Vittar
    • K.O
  • 16

    • MC G15
    • Cara bacana
  • 17

    • Zezé & Luciano
    • Destino
  • 18

    • Wesley Safadão
    • Ar condicionado no 15
  • 19

    • Justin Bieber
    • Friends
  • 20

    • Zé Neto e Cristiano
    • Amigo Taxista

Notícia

11/08/17 às 14:00

Sindicato diz que, por causa de dívida do Daesa, Cagepa ameaça fechar em Sousa e abrir em Pombal;

Notícia

 O presidente e o vice do SINDIAGUA-PB, sindicato que defende os trabalhadores da Cagepa, estiveram no Alto Sertão do Estado para discutir com a população, com os trabalhadores e com a diretoria a situação do Daesa – Departamento de Águas e Esgotos e Saneamento Ambiental de Sousa. As críticas ao órgão municipal e os alertas à população são contundentes por parte dos representantes do SINDIAGUA-PB.

Em entrevista à TV Diário do Sertão, o presidente do sindicato, José Reno de Sousa, e o vice Geraldo Quirino da Costa disseram que o Daesa está falido, não cumpre com as obrigações de tratamento, distribuição de água e manutenção da rede de esgotos – a pior da Paraíba, segundo eles – e está deixando esses serviços a cargo da Cagepa, por isso a companhia estadual ameaça fechar o escritório regional de Sousa e se transferir para Pombal.

O presidente José Reno afirma que a Cagepa está gastando 500 mil reais por mês com serviços de tratamento e controle de qualidade da água, e que o Daesa já está devendo cerca de R$ 67 milhões à companhia. Para José Reno, nenhum município brasileiro tem condições de administrar bem a captação, o tratamento e a distribuição de água, por isso ele é contra a municipalização do líquido como acontece em Sousa.

“Nós somos totalmente contra a municipalização e a privatização da água. Água não é mercadoria, água é vida, e tem que estar na mão do Estado. Portanto somos absolutamente contra qualquer evento nesse sentido”, disse.

Já o vice-presidente do sindicato conta que o representante do Daesa está evitando discutir sobre o assunto, mas que a municipalização da água em Sousa está com os dias contados.

“Ele tem se esquivado de fazer essa discussão. Mas a possibilidade de continuar municipalizada em Sousa é remota, tendo em vista que a empresa não está tendo condições de manter os serviços que a população merece.”


HW COMUNICAÇÃO

Fonte: Diário do Sertão

Outras Notícias

No ar

Seg a sexta às 14:00

Caldeirão Musical

A mistura dos ritmos que fazem sua tarde ser mais que especial!

Pedir uma música

Banner do Topo Banner do Topo

2011 - Rádio Opção 104 FM - Rua Pe.Amâncio Leite, 86 - Centro - CEP:58.840-000 - Pombal - Paraíba - tels:(83)3431.2185 / 9984.3077 - Todos os direitos reservados

www.i9suaradio.com.br